Palestras sobre segurança e saúde do trabalhador

ESTRESSE NO TRABALHO

As doenças ocupacionas causam o afastamento de milhares de trabalhadores de suas funções, todos os anos. Segundo a OMS o estresse afeta mais de 90% da população mundial. Acredita-se que 70% das doenças sendo associadas ao estresse físico, mental e emocional (Alkinson, 2000).

Em 2014, o Ministério do Trabalho e a Previdência Social registrou 251,5 mil afastamentos por todas as razões medicas, sendo grande parte motivadas pelas doenças desencadeadas ou agravos no ambiente de trabalho.

Sinais e Sintomas de Estresse Ocupacional

Sistema Muscular- Dor e Tensão;

Sistema Gastrintestinal- Vômito, Irritação, De Cólon;

Sistema Cardiovascular- Palpitações Arritimias;

Sistema Respiratório- Dispnéia e Hiperventilação;

Sistema Nervoso Central- Reações Neurólogicas, a Insônia, Debilidade, Desmaios, e Dores de Cabeça entre outras.

 

Estes também podem manifestrar de outras formas nas condições de trabalho bem como abecenteísmo, rotatividade, atrasos, insatisfação, sabotagem, baixos níveis atenção no ambiente de trabalho.

 

Fatores Desencadeantes no Estresse no Trabalho

Pressão no trabalho;

Longas jornadas no Trabalho;

Insatisfação com o trabalho;

Aumento de horas extras;

Má relação com os seus superiores;

Falta de compreensão da empresa com a saúde e segurança do trabalhador;

Inadequação do salário com a função especifíca;

Condições organizacionais;

Falta de oportunidade e crescimento na empresa, entre outras.

 

O Estresse no trabalho no ambiente ocupacional esta ligado a agentes físicos, químicos, biológicos, ergonômicos entre outros. Onde sua forma organizacional pede a participação nas atividades laborativas no trabalho, e o envolvimento das atividades, bem como horas extras, mudanças de turnos ou sobrecarga física e/ou mental relações interpessoais, ritmo de trabalho, chefia, pressão, etc.

Sendo os principais agentes estressores ocupacionais, a sobrecarga, podendo ser sobre a quantidade ou quanlidade, pressão, responsabilidade, disfunções no trabalho, falta de treinamento, impericia, imprudência ou negligência no trabalho, relacionamentos insatisfatórios, percepção inadequada do desenvolvimento da carreira.

O estresse ocupacional pode afetar a vida social no trabalho?

SIM, podendo ocorrer isolamento e negligência pelas relações sociais( familia, amigos, parentes, etc.)

No ambiente ocupacional, essa situação pode levar a falta de engajamento, diminuição da satisfação e motivação, rendimento reduzido, entre outros, afastamento, produtividade e competitividade da empresa. Necessitando este ter nexo causal com a função ocupacional especifíca.

Prevenção e Tratamento

Mudanças de atividades, analíse da carga física, aspectos biomecânicos associados a ergonomia, ritimo de trabalho, pausas, boa relacação social com os trabalhadores, treinamentos com os colaboradores, envolvimento e participação do grupo incluindo superiores, gerencia, saber o começo o meio e o fim da tarefa, alimentação adequada, prevenção de acidentes, qualidade de vida no trabalho, exercícios físicos entre outros.